Sem jogar há 137 dias, Adalberto comemora volta ao time do Náutico:

Adaury veloso;  137 dias. Esse foi o tempo em que o zagueiro Adalberto ficou sem jogar uma partida oficial. Após uma microfratura na véspera da partida contra o Vasco, durante a Série B do ano passado, o defensor caiu em campo e mal sabia que só se levantaria realmente quando a temporada já tivesse acabado. Recuperado, o atleta viu o time do Náutico ser remontado e sua titularidade, que foi absoluta durante os oito jogos em que atuou, foi perdida em 2017. Situação que lhe chateou.

“Aborrecido eu fiquei, sim. Até porque o jogador que está no banco e estiver satisfeito ele precisa arrumar outra profissão. Chateado todo mundo fica. Fico chateado, mas me empenho e procuro dar o meu melhor para estar pronto quando for acionado. Meu último jogo foi em setembro, mas estarei preparado”, lembrou.

Fora do time há tanto tempo, o entrosamento com os companheiros poderia ser encarado como um problema que ainda seria agravado pelas sete alterações realizadas para a partida contra o Salgueiro. Contudo, a preparação na pré-temporada e a vontade de buscar um lugar entre os titulares ajudarão a minimizar esse possível problema.

“Acho que não (teremos problema). Até porque quem está fora está se dedicando ao máximo e quer agarrar a chance da melhor maneira possível. Todos estão cientes que vão receber uma oportunidade e se todo mundo se doar, vamos jogar bem”, justificou.

Além da vontade por um lugar no time, Adalberto já tem uma solução para a falta de entrosamento: comunicação. Durante o treino foi possível observar ele e o meia Marco Antônio conversando sobre posicionamento durante o treino. “Acho que temos que nos comunicar. Falar um com o outro. Tem uma metodologia que quem fala corre menos. Se nos comunicarmos vamos bem no jogo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *