Sérgio China avalia o time do Salgueiro ;

ADAURY VELOSO ;

Desde que começou a treinar a equipe, China conseguiu duas vitórias importantes que levaram o time a subir duas posições na tabela do Estadual ;

Há menos de dez dias, o Salgueiro Atlético Clube reencontrou um velho conhecido. Trata-se de Sérgio China, nome escolhido pela diretoria do clube para assumir o comando do Carcará, depois de uma campanha ruim do ex-treinador Paulo Júnior. Desde que começou a treinar a equipe, o novo técnico, nos seus dois únicos jogos até agora, conseguiu duas vitórias importantes que levaram o time a sair da 7ª posição da tabela do Campeonato Estadual para a 5ª, praticamente garantindo a classificação para a segunda fase da competição ;

Muito querido pela torcida, principalmente pela campanha que fez em passagem pelo clube no ano de 2015, levando o Salgueiro terminar o Estadual na vice-liderança, China está satisfeito com o rendimento do time no Campeonato e garante que o Carcará está no caminho certo. Em entrevista  , o treinador fez uma análise geral do elenco e falou sobre as expectativas para o jogo deste domingo, contra o Sport, no estádio Cornélio de Barros.

O Salgueiro, diferente dos anos anteriores, não vem se destacando muito no Campeonato Pernambucano. Com o seu pouco tempo liderando a atual equipe, o que você identifica que está faltando no time e quais são os seus planos para aprimorar a equipe?

“O Salgueiro está jogando o campeonato dentro das suas limitações. 2018 é um ano de transição, porque, do ano passado para cá, 13 atletas deixaram o clube. Agora temos um grupo jovem e em construção. Apesar das dificuldades que sabemos que existem, a nossa posição na tabela nos dá tranquilidade para jogarmos o resto do Estadual. O Salgueiro está no caminho certo, e não existe plano, existe treinamento, que fará o nosso melhor time entrar em campo.”

Como é a sua relação com o clube, considerando a sua boa passagem em 2015/2016 levando, inclusive, o Carcará a chegar na vice-liderança na disputa pelo título Estadual?

“A relação é a melhor possível. Acredito que o meu retorno ao comando do time se deve a isso, à minha boa passagem. Agora estamos com menos recursos. Conquistar o título seria um grande feito. Vamos levar um tempinho para que esse grupo assimile a grandeza do Salgueiro a nível regional e até nacional.”

O elenco do Salgueiro, depois das perdas de atletas no ano passado, é agora essencialmente formado por jovens. Como você pretende alinhar a sua experiência treinando times de base com a realidade atual do clube?

“Treinarei esse time jovem da mesma forma que eu treinaria um time experiente. A gente conversa bastante, e preza por fortalecer a condição do atleta. O jogador precisa ter confiança e precisa acreditar em seu potencial, independente da idade.”

Domingo você enfrenta em casa o vice-líder Sport, um dos grandes clubes da capital, na penúltima rodada do Estadual. Para terminar entre os quatro primeiros colocados, o Salgueiro precisa conseguir um bom resultado. O que você espera da partida e de que forma você quer trazer a torcida para perto?

“Nossa torcida precisa comparecer ao estádio, principalmente depois desses últimos resultados. O perfil do torcedor do Salgueiro é de se empolgar mais quando o time consegue boas sequências. Contamos com esse incentivo até o último minuto de jogo, principalmente porque agora estamos com recursos reduzidos. O Sport sempre vai ser favorito ao título pela sua estrutura, recursos e grandeza, mas vamos fazer de tudo para vencer a partida.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *