Sport empata com Vitória e se mantém perto da zona;

ADAURY VELOSO;

Derrota do Ceará, por outro lado, ajuda e Leão não entra no Z4 nesta rodada;

Os primeiros minutos desenhavam um confronto totalmente a favor do Sport. Só que as chances criadas não foram convertidas. Com o passar do tempo, veio a apreensão e o nervosismo. Com eles, o time não conseguiu confirmar o retrospecto e deixou para trás os 100% de aproveitamento na Ilha do Retiro sob o comando de Milton Mendes. O primeiro empate com o técnico no comando, após três vitórias seguidas no Recife, veio diante de um rival chave. O 0 a 0 no marcador, contra o Vitória, nesta quarta-feira, manteve a equipe pernambucana com alerta vermelho na luta contra o rebaixamento. Até porque, agora, restam dois jogos como mandante contra Flamengo e Santos com a necessidade expressa de vencê-los.

O saldo, no entanto, só não foi pior porque outros resultados da rodada ajudaram. A derrota do Ceará para o Bahia fez o Sport chegar aos mesmos 38 pontos do rival e subir uma posição, ficando em 15º lugar. Já o Vitória, apesar da situação mais delicada, continua vivo na luta para não cair, com 36 pontos e no 18º posto. Agora, resta ao Leão da Ilha torcer contra a Chapecoense, que, nesta quinta-feira, recebe o Botafogo, na Arena Condá. Em caso de vitória, ultrapassará a equipe rubro-negra, que por outro lado, não entrará no Z4.

 
CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DA SÉRIE A DO BRASILEIRO

Primeiro tempo

O técnico Milton Mendes surpreendeu com a escalação do Sport. Sem Cláudio Winck, suspenso, decidiu improvisar o atacante Andrigo na lateral direita. Com um jogador de característica ofensiva, Marcão passou a fazer a cobertura de maneira mais incisiva no setor para não dar brechas ao rival. Na outra mudança forçada, o atacante Rogério ocupou a vaga do meia Gabriel.
Na etapa inicial, as substituições não comprometeram o jogo do Sport. O temor por espaços deixados por Andrigo não virou realidade. Pelo contrário. Das poucas vezes que apareceu no ataque, o Vitória criou pelo lado esquerdo, onde Raul Prata continuou improvisado na lateral pelo terceiro jogo seguido. No setor, o atacante Erick, ex-Náutico, protagonizou duas chances após o time sofrer uma pressão inicial e equilibrou o duelo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *