Sport enfrenta Boa vista pela Copa do Brasil para vencer, convencer e diminuir pressão

ADAURY VELOSO;

Nos números, o Sport vem tendo um início de temporada satisfatório até o momento. Líder do seu grupo na Copa do Nordeste, também está dentro da zona de classificação para as semifinais do Campeonato Pernambucano (mesmo atuando algumas vezes com o time reserva) e inicia nesta quarta-feira, contra o Boavista, às 21h45, no estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ), a terceira fase da Copa do Brasil. Ao todo, a equipe soma 69,4% de aproveitamento no ano, fruto de sete vitórias, quatro empates e apenas uma derrota (sofrida no último domingo, contra o Náutico). Retrospecto insuficiente, no entanto, para evitar a insatisfação de parte da torcida, que com o revés no clássico cobra um melhor futebol e pressiona a diretoria pedindo a saída do técnico Daniel Paulista.

Sendo assim, mais do que a obrigação pela vitória diante de um adversário sem tradição, o que se cobra dos rubro-negros no confronto desta noite é uma apresentação mais convincente. Sob o risco de não se diminuir a fervura que começa a tomar conta da Ilha do Retiro e poderá aumentar sensivelmente em caso de um novo tropeço. Possibilidade que, por sinal, fez a diretoria se antecipar e garantir a permanência do treinador leonino mesmo em caso de derrota.
Diante desse cenário de pressão inédita na temporada, Daniel Paulista mais uma vez colocará em campo o que tem de melhor à disposição. No entanto, dessa vez, terá um desfalque importante. Reclamando de dores lombares, que o tiraram do clássico contra o Náutico, o volante Rithely está vetado por tempo indeterminado. Assim, Rodrigo, contratado junto ao Palmeiras, terá a primeira oportunidade de atuar na equipe principal.
“Rithely é um referência dentro do time. Um cara que protege bastante a defesa. Mas o companheiro que vai entrar com certeza vai nos ajudar bastante”, minimizou o zagueiro Ronaldo Alves.
Outra mudança será na lateral esquerda, com Mena, titular da seleção chilena, fazendo sua estreia. O jogador não atua desde o dia 27 de novembro do ano, mas garante estar bem fisicamente. “Venho treinando desde a pré-temporada, em janeiro. Quando cheguei aqui, comecei a treinar forte também. Estou à disposição e pronto para entrar em campo”, assegurou o jogador, de 28 anos.
Ficha do jogo
Boavista
Felipe; Maicon, Lucas Rocha, Antônio Carlos e Gustavo Geladeira; Willian, Fellype Gabriel, Thiaguinho e Erick Flores; Mosquito e Pedro Botelho. Técnico: Joel Santana
Sport
Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Mena; Rodrigo, Ronaldo, Everton Felipe, Diego Souza e Rogério; Leandro Pereira. Técnico: Daniel Paulista.
Local: Estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ). Horário: 21h45. Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP). Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Alberto Poletto Masseira (ambos de SP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *