Sport espera que Carlos Henrique perca mais dois quilos

ADAURY VELOSO ;

SPORT

Apesar de jogador se sentir bem, Sport espera que Carlos Henrique perca mais dois quilos

Atleta diz que está confortável com condição física e revela que, quando perdeu peso, não conseguiu render bem; fisiologista do Leão avalia caso;

Desde que chegou no Sport, no dia 17 de abril, o porte físico de Carlos Henrique chama atenção. Forte demais ou acima do peso? Para o próprio atleta, essa é uma questão que preocupa. O centroavante se vê melhor do jeito que está. Tanto que ele revelou ter ficado no Londrina, seu último clube, concentrado no CT para “afinar” mais. Até conseguiu, mas não se sentia bem dentro de campo e voltou à condição atual. No Rubro-negro, contudo, o dilema volta à tona. O departamento de fisiologia vê o jogador com atributos físicos privilegiados, mas que podem ser aperfeiçoados. Principalmente, se diminuir um pouco os números da balança.
Desde quando chegou ao Leão, onde admitiu ter se apresentado acima do peso, o centroavante entrou em campo pelo Sport em 13 partidas nesta Série A. Ele também fez dois gols. O mesmo número, por sinal, de quilos que deve perder. Essa meta foi revelada pelo fisiologista do Sport, Inaldo Freire. Sem detalhar o peso do jogador, o especialista afirma que o Carlos Henrique está ciente do que precisa fazer para evoluir mais e ir além do tento salvador na última rodada, no empate em 1 a 1 com a Chapecoense, quando atuou como titular pela primeira vez.

“Se perdesse dois quilinhos, ajudaria muito ele. Ele sabe disso. Já conversamos e estamos trabalhando. Para a posição que tem, de atacante de área, isso não é o fundamental para deslanchar. Mas, se fosse um lateral, faria diferença. Como é atacante de área, não tem problema até porque ele usa o biotipo dele a favor dele. Em outra qualquer outra posição, não seria possível”, disse.

outra qualquer outra posição, não seria possível”, disse.
Questão de peso à parte, a força mostrada por Carlos Henrique em campo é parte também de uma condição natural do jogador segundo exames realizados pelo Sport. “Ele é um dos atletas com maior pico de torque, que é o nível de força muscular. Ele também é um dos atletas com maior nível de força explosiva, o arranque dele é bom. Essa questão do peso dele é realmente do biotipo. Quando a gente faz as medidas antropométricas dele, a relação de peso com altura, a gente também relaciona o diâmetro ósseo. E a estrutura ósseo dele é larga. Ele é largo por natureza”, declarou Inaldo Freire.

Perda e ganho de peso no Londrina

No Londrina, Carlos Henrique disputou 28 partidas e marcou nove gols no ano passado. Já nesta temporada, antes de assinar com o Leão, entrou em campo por mais 11 vezes e balançou as redes em outras cinco oportunidades. O desempenho do atleta chamou a atenção do Rubro-negro, que o contratou por empréstimo até o fim de dezembro. Antes de chegar ao Recife, porém, ele precisou tratar de questões com a balança.

“Eu fiquei 15 dias trancado no CT do clube passando por uma alimentação e treinando em separado para perder peso. Perdi seis quilos. Voltei a jogar, mas não rendia o que vinha rendendo antes. Então, voltei ao meu peso de antes e foi quando deslanchei”, relembra o jogador.

Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *