Sport ganha fôlego para duelos diretos na Série A;

ADAURY VELOSO ;

SPORT

Defesa ainda sofre, mas ataque melhora e Sport ganha fôlego para duelos diretos na Série A

Mesmo sem goleador, time sobe média de gols com técnico Milton Mendes;

A campanha ruim em que o Sport mergulhou na Série A foi reflexo da deficiência em todos os setores do time além dos problemas vividos no extracampo, com excesso de contratações, mudanças de comando técnico e arrocho financeiro. Desde que Milton Mendes assumiu a equipe, no entanto, um setor em especial começou a funcionar. Com média de dois gols por jogo, o ataque do Leão passou a mostrar mais eficiência com o novo técnico, mesmo que ainda não tenha a figura de um grande artilheiro. Com isso, traz a  esperança ao Rubro-negro para os confrontos diretos que terá na luta pela sobrevivência no Campeonato Brasileiro. A começar pelo duelo da próxima segunda-feira, contra o Ceará, na Ilha do Retiro.

Sem levar em conta os cinco jogos de Milton Mendes, o Sport tinha média de 0,8 gol por jogo na Série A. Em toda a competição, a conta é de exatamente um gol por partida. São 31 tentos assinalados em 31 rodadas. Já em todo o ano, o Rubro-negro tem média de 1,2 gol por confronto, marcando 55 vezes em 46 duelos.
Assim, a largada do novo treinador mostra números superiores ao balançar as redes em dez ocasiões, com destaque para a goleada de 4 a 3 para o Grêmio, na última rodada da Série A.  Além dessa vitória, o Sport conseguiu bater Internacional e Vasco, na Ilha do Retiro, chegando com chances de sair da zona de rebaixamento, na qual está mergulhado desde a 19ª rodada.
Esse número mais elevado de gols com Milton Mendes, por sinal, está distribuído entre várias peças, com destaque para Mateus Gonçalves – que balançou as redes em cada uma das últimas três vitórias rubro-negras e encostou na lista de artilheiros do Leão na Série A, com três tentos. Atualmente, o líder é Gabriel, com quatro gols marcados – um deles contra o Grêmio, no sábado passado.

“A gente tem que ter coragem de arriscar. No último terço do campo, não pode ser previsível se não as defesas marcam com muita facilidade. Tem que arriscar o drible, o passe diferente. A Série A é uma competição muito difícil, onde as defesas estão bem sólidas. A gente tem que ousar para fazer os gols”, afirmou o meia Gabriel.

A distribuição de marcadores, por outro lado, mostra que o Sport carece de um artilheiro nato na temporada. A situação contrasta com a de anos anteriores, quando a equipe teve Diego Souza e André como líderes. Nesta Série A, a esperança de gols caiu em cima de Hernane Brocador, atual centroavante titular. Mas, até agora, não se confirmou. Em parte, porque o atleta sofreu uma luxação no ombro. Ao todo, ele tem nove jogos na competição, com apenas um tento marcado.

Defesa vazada

O melhor desempenho do ataque ajuda a cobrir a grande quantidade de gols sofrida pelo Sport. A cada rodada, o time briga pela inglória marca de ser o mais vazado da Série A ao lado do Vitória. Depois da última rodada, o Leão da Ilha reassumiu o posto de pior no quesito. Agora, o time já foi vazado 53 vezes, uma a mais do que o rival. Só com Milton Mendes foram 18 ocasiões, gerando uma média 3,6 por duelo.

Gols do Sport na Série A

Sem Milton Mendes

26 jogos
21 gols
0,8 gol por jogo

Com Milton Mendes

5 jogos
10 gols
2 gols por jogo

Gols de centroavante do Sport em 2018*

10 gols no total
2 gols de Carlos Henrique, Pablo Pardal e André
1 gol de Rogério, Rafael Marques, Hernane Brocador e Michel Bastos
0 gol de Matheus Peixoto, Hygor e Leandro Pereira

A temporada de Hernane Brocador

Bahia: 3 jogos e 3 gols
Grêmio: 5 jogos e 0 gol
Sport: 9 jogos e 1 gol
Total: 17 jogos e 4 gols
Média: 0,23 gol por jogo
*Jogadores que faziam função de centroavante no momento do gol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *