Sport joga mal, mas com gols de laterais vence Botafogo-PB .

Na noite em que apresentou oficialmente à torcida o meia Diego Souza, o Sport garantiu a participação nas quartas de final da Copa do Nordeste. Mesmo sem apresentar um bom futebol e com direito a um pouco de sofrimento, o Leão bateu o Botafogo-PB por 3 a 1, nesta quarta-feira, na Ilha do Retiro, e se garantiu como líder do Grupo D, com 11 pontos.

Agora, os rubro-negros esperam o adversário do mata-mata no sorteio que acontece na tarde desta quinta-feira, na CBF. O Sport está no pote 1 e tem 50% de chance de ter um pernambucano na próxima fase. No pote 2 estão Salgueiro, Santa Cruz, CRB e Fortaleza. E pelo futebol apresentado, o camisa 87 será essencial para uma melhora do Leão.

Pela terceira vez consecutiva, o técnico Falcão repetiu a mesma formação do Sport, utilizando o esquema com três volantes e Túlio de Melo centralizado no ataque, com Gabriel Xavier e Lenis abertos pelas pontas. A escalação mais repetida pelo treinador nas 14 partidas da temporada até aqui. No entanto, o entrosamento da equipe não se refletiu no primeiro tempo.

Errando muitos passes e pobre na criação, o time pernambucano parecia estar disputando a primeira partida oficial do ano. Menos mal que do outro lado, o Botafogo-PB, praticamente sem chances na competição, não ameaçava, apresentado uma pobreza digna da lanterna do grupo. Nesse cenário, a etapa inicial foi de dar sono. A exceção de cinco minutos.

As chances do primeiro tempo se resumiram dos 33 aos 38 minutos. Nesse período, Renê abriu o placar para os rubro-negros em um chute cruzado, o Botafogo-PB respondeu com uma bola na trave, aos 36, o Sport deu o troco também com uma bola na trave chutada por Luiz Antônio, aos 37, e Carlinhos empatou para os paraibanos no minuto seguinte, após Durval ficar parado e perder para Muller Fernandes na origem da jogada.

Para piorar o cenário, pouco após os dois times descerem para os vestiários (sob algumas vaias), o Fortaleza abria o placar contra o River em Teresina e assumia a liderança do grupo. O que significava que o Sport foi para o intervalo eliminado do Nordestão.

Segundo tempo
No retorno para o segundo tempo, Falcão não fez nenhuma modificação. E foi o Botafogo-PB que começou melhor. Aproveitando a afobação do Sport e explorando os espaços na defesa pernambucana, o Belo chegou a ameaçar a meta de Danilo Fernandes nos primeiros minutos. Apesar de precisar do resultado, o Leão seguia sem se achar em campo. E a cada minuto, mais nervoso em campo.

Aos 15 minutos, Falcão partiu para a ousadia, ao sacar o volante Serginho para por em campo o atacante Vinícius Araújo. Se ganhava força ofensiva para pressionar, o Sport também dava ainda mais campo para o Botafogo contra-atacar. A primeira opção acabou prevalecendo.CeR-bIxWsAE3ycI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *