SPORT; No CT, volante Rodrigo é apresentado oficialmente:

Adaury veloso;  Após passar a temporada 2016 praticamente sem entrar em campo, o volante Rodrigo, de 23 anos, foi apresentado oficialmente nesta segunda-feira no Sport mirando recuperar o tempo perdido. Com um contrato de empréstimo junto à Tombense até dezembro, com opção de compra por parte do Leão de 50% dos direitos econômicos e uma renovação por mais cinco anos, o jogador chega justamente para uma posição com alta rotatividade de atletas na equipe, desde o ano passado. No caso, a de parceiro de Rithely na proteção de zaga.

Desde a saída de Wendel, vários jogadores passaram pelo time sem conseguir se firmar na função, que hoje pertence ao prata da casa Ronaldo. Segundo o próprio executivo de futebol leonino, Alexandre Faria, na apresentação, o novo camisa 5 rubro-negro “vai ter que ralar muito” para conseguir sua vaga no time. Para isso, porém, o novo contratado conta com um trunfo extra. O jogador é amigo pessoal de Rithely, desde os tempos em que os dois estavam no Goiás, com Rodrigo ainda nas categorias de base do clube esmeraldino.

“Conheço o Rithely desde moleque. A gente fez a base junto no Goiás e, quando o Hélio dos Anjos o trouxe aqui para o Sport (em 2011), eu estava subindo para os profissionais. A qualidade do Rithely já é conhecida minha de muito tempo. A gente já tem um entrosamento fora de campo e agora vou ter a oportunidade de estar jogando ao lado dele. Vou procurar meu espaço aqui no Sport, sempre respeitando os outros companheiros da posição”, afirmou.

Rodrigo comenta passagem no Palmeiras

O jogador, por sinal, também procurou enxergar um lado positivo da temporada passada. Mesmo tendo atuado apenas 19 minutos pelo Palmeiras, na partida contra o Vitória, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, o jogador acredita que a experiência foi positiva para a sua carreira.

“O ano de 2016 foi de crescimento. Trabalhei ao lado de profissionais de altíssimo nível e, com isso, chego ao Sport mais experiente e qualificado. A concorrência lá era altíssima, com jogadores com carreira na Europa e na seleção brasileira. Mas sempre trabalhei duro todos os dias. Infelizmente, as oportunidades não vieram, mas trago essa bagagem para o Sport. Chego muito motivado e entusiasmado para desempenhar o meu melhor o mais rápido possível”, finalizou Rodrigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *