Sport tenta reagir contra Vitória no Barradão em Salvador;

ADAURY VELOSO ;

SPORT

Em situação inédita, Sport de Claudinei tenta reagir contra Vitória, novo rival em baixa

Leão vem de duas derrotas contra times que também estavam sob pressão;

O jogo diante do Vitória, às 19h30 desta quinta-feira, no estádio representa um desafio inédito para o técnico Claudinei Oliveira. Pela primeira vez, após três meses de comando no clube, o Sport entra em campo com uma sequência de duas derrotas. Consequência de duelos seguidos contra times que estavam em baixa na Série A. Primeiro, o lanterna Ceará, que não ganhava há 16 partidas. Segundo, o Fluminense, que não vencia há seis jogos. Agora, é a vez do Vitória. O Leão está a um ponto da zona de queda e vem de uma sonora goleada de 5 a 1 sofrida para o Bahia, o maior rival.

Avaliando o desempenho por trás do resultado, os dois confrontos anteriores impuseram uma situação que travou o Sport. Em ambos, os rivais começaram o jogo mais retraídos enquanto o time de Claudinei Oliveira passou a ter a bola por mais tempo e se lançou ao ataque. Nesse cenário, o grupo rubro-negro não foi efetivo perdendo por 1 a 0 e 2 a 1 para Ceará e Fluminense, respectivamente.
Com os placares adversos, o Sport se volta para o passado e quer retomar um estilo de jogo em que se fecha mais e parte para o ataque para finalizar com velocidade. Foi assim, por sinal, que a equipe chegou a ser uma das sensações da Série A antes da pausa para a Copa do Mundo. É o chamado futebol reativo.
“Eu acho que, em alguns momentos, a gente tem que entender o jogo. Se o time está bem e em cima, mas a bola não entra, é preciso dar um passo atrás, respirar um pouco e tentar jogar de novo. Não dá para ficar batendo o tempo todo porque uma hora o time se desorganiza atrás”, avaliou Claudinei Oliveira.

Dentro deste novo cenário, o comandante, até por ter passado pelo Vitória em 2015, acredita que os mandantes irão se lançar ao ataque no começo da partida. Portanto, planeja suportar essa pressão inicial para sair vitorioso. “Vem uma equipe ferida, e todo mundo sabe como é o desejo de mudar esse cenário de tomar uma goleada. Isso pode servir de motivação, mas não podemos deixar que tomem o controle do jogo por causa disso”, alertou Gabriel.

Escalação repetida

Para dar confiança ao elenco, Claudinei Oliveira decidiu repetir a escalação da última partida. O treinador realizou apenas ajustes de posicionamento. No ataque, por exemplo, Rogério atuou centralizado e Rafael Marques passou para a ponta esquerda durante todo o treinamento dessa quarta-feira que definiu o time.
“O que foi falado até por vocês (imprensa) nos pós-jogo do Fluminense é que o time fez grande primeiro tempo. Se tivemos mais chances de gol e controle de jogo, temos que manter a equipe independente de um jogador ou outro não ter se saído bem. Agora, o momento é de dar confiança à equipe”, declarou.

Como vem o Vitória

Pressionada pela goleada no clássico local, a equipe baiana chega para o confronto como a mais vazada da Série A com 27 gols sofridos. O time, aliás, sofrerá uma mudança no setor com a suspensão do lateral esquerdo Bryan, na última rodada. Em busca de corrigir esses problemas e ainda pressionado, o técnico Vagner Mancini completou, ontem, um ano de comando e volta a se deparar com o risco de rebaixamento que conseguiu evitar na Série A passada.

Claudinei Oliveira no Sport

5 vitórias
3 empates
4 derrotas
14 gols marcados
14 gols sofridos

Jogos do Sport com Claudinei Oliveira

Paraná 1 x 2 Sport
Sport 2 x 0 Bahia
Cruzeiro 2 x 0 Sport
Sport 1 x 1 Corinthians
Palmeiras 2 x 3 Sport
Sport 3 x 2 Atlético-MG
Internacional 0 x 0 Sport
Sport 1 x 0 Atlético-PR
Vasco 3 x 2 Sport
Sport 0 x 0 Grêmio
Ceará 1 x  0 Sport
Sport 1 x 2 Fluminense

Ficha do jogo

Vitória

Elias; Jeferson, Kanu, Aderllan e Marcelo Benítez; Arouca, Fillipe Soutto e Luan; Erick, Neílton (Willian Farias) e Walter Bou. Técnico: Vágner Mancini

Sport

Magrão; Raul Prata, Léo Ortiz, Ronaldo Alves e Sander; Deivid, Fellipe Bastos, Michel Bastos, Gabriel e Rafael Marques; Rogério. Técnico Claudinei Oliveira
Local: estádio Barradão (Salvador)
Horário: 19h30
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP/Fifa) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *