técnico do Sport exalta qualificação do elenco;

ADAURY VELOSO ;

SPORT

Com reforços e evolução de remanescentes, técnico do Sport exalta qualificação do elenco

Claudinei Oliveira citou exemplo da recuperação do futebol de Cláudio Winck ;

O Sport está em evolução. A frase pode até soar contraditória ao se referir a um time que vem de uma sequência de uma derrota e um empate – este último em casa, no último domingo, diante do time misto do Corinthians. Porém, o panorama do momento rubro-negro se mostra positivo. Afinal, desde a chegada do técnico Claudinei Oliveira, o Leão somou oito pontos em 12 possíveis. Está no meio da tabela. Mas, mais do que isso, vem ganhando opções. Novos reforços e, sobretudo, recuperação de atletas que já estavam no grupo. Com um maior leque de jogadores à disposição, o treinador exaltou a qualificação do grupo e comemorou o resgate dessas peças antes em baixa.

Um desses jogadores elogiados por Claudinei é o lateral-direito Cláudio Winck. Após oscilar no início pelo Leão, o atleta evoluiu neste início de Série A. Ganhou estabilidade defensiva, minimizou os erros de passes e passou a ser uma opção interessante no sistema ofensivo. Se ainda não é uma unanimidade, já não se pode mais tratar como atleta sem utilidade no elenco.
“A gente não pode desqualificar os jogadores que já estavam no elenco. Quando cheguei aqui, todo mundo estava preocupado com o desempenho de Cláudio Winck. Ele era tido como um atleta que não iria ajudar”, disse Claudinei Oliveira.
O treinador rubro-negro ainda citou outro atleta que, na visão dele, vem apresentando boa evolução. “O (volante) Fellipe Bastos também era criticado e teve duas assistências de cabeça. Tem que valorizar quem já está aqui também e ver que podemos aproveitar esses jogadores”, afirmou. “Temos um banco qualificado. E agora a gente começa a ter mais opções”, completou.
O próximo duelo rubro-negro será no próximo sábado, contra o Palmeiras, em São Paulo. Para a partida, o Leão terá dois reforços, o que abre ainda mais as possibilidade do técnico rubro-negro. “Ainda temos as voltas de Marlone e Fellipe Bastos. Começamos a ter mais opções com atletas rodados de Série A. Isso alimenta a competitividade. E quem não for jogar, entenda que o processo está sendo feito de maneira transparente baseado na meritocracia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *