Técnico do Sport explica desentendimento com Guto ;

ADAURY VELOSO ;

SPORT

Técnico do Sport explica desentendimento com Guto Ferreira e evita se empolgar com vitória

Claudinei Oliveira voltou a elogiar atletas, mas quer manter ‘pés no chão’ ;

Com duas vitórias em dois jogos pelo Sport, o técnico Claudinei Oliveira carrega um discurso que vai na contramão dos resultados. O comandante rubro-negro, apesar de reconhecer o esforço dos atletas e o bom rendimento do conjunto, prefere não se empolgar com a oitava posição do time na tabela de classificação e usa o exemplo recente da equipe para isso. No ano passado, o Leão chegou a encerrar o primeiro turno no sexto lugar. Mas, no fim, lutou para não cair.

“Vamos com calma. O campeonato está só começando. Se tivéssemos em 15º, por exemplo, não poderíamos estar desesperados. Também não precisamos nos empolgar com a oitava posição. Vamos ter os pés no chão. Já tem a experiência aqui recente de que não pode ficar pensando muito grande e depois o torcedor não aceitar outro tipo de resultado”, ponderou Claudinei Oliveira.
O treinador rubro-negro, por outro lado, reconheceu o bom desempenho dos jogadores na vitória por 2 a 0 sobre o Bahia, neste domingo, chegando a classificar a vitória como incontestável. “Foi um resultado justo. Inquestionável, apesar dos primeiros 20, 25 minutos que não foram tão bons. No mais, o Sport teve uma atuação bem boa. Não é fácil. É bem desgastante porque a gente cobra muito, mas o que vale no fim é ver o vestiário feliz e o torcedor usando a camisa do time com orgulho”, declarou.

Desentendimento

No fim da partida, uma cena incomum chamou a atenção no gramado da Ilha do Retiro. Após o apito do juiz, o técnico Claudinei Oliveira foi cumprimentar o colega Guto Ferreira. No entanto, o comandante do Bahia se negou a fazê-lo apesar da insistência do rubro-negro. Na entrevista coletiva, o caso foi minimizado.
“Tem que perguntar para ele por que não quis me cumprimentar. Sei que a mãe dele faleceu essa semana e fui até dar o pêsames. Ele deve estar de cabeça quente também porque perdeu o jogo. Mas não posso dimensionar o porquê e nem insistir. Ele tem que saber por que não quis cumprimentar. Não cabe a mim estar julgando a ninguém”, disse Claudinei Oliveira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *