Técnico Eduardo Baptista lembra jejum de 2015 pelo Sport ;

ADAURY VELOSO ;

SPORT

Técnico Eduardo Baptista lembra jejum de 2015 pelo Sport e vê situação atual mais difícil

Comandante lembra que equipe anterior já tinha uma base montada, diferente deste ano; agora, Leão também passa por período de dez jogos sem vencer;

A sequência do Sport de dez jogos sem vencer não é novidade para o técnico Eduardo Baptista. Em 2015, quando esteve à frente do clube, ele encarou a mesma dificuldade. No 11º duelo, no entanto, quebrou o jejum com uma vitória de 1 a 0 sobre o Fluminense. Dessa vez, diante de outro carioca, tentará fazer o mesmo. Para ele, no entanto, bater o Botafogo, a partir das 21h deste sábado, no estádio Nilton Santos, e sair da fila incômoda parece mais difícil do que há três anos.

“Hoje, o momento talvez é um pouco mais difícil. A gente não tinha tantas derrotas assim no campeonato e era um time que jogava há quase dois anos juntos. Tinha uma espinha dorsal parecida. Eu conhecia os atletas a fundo. E saímos da situação só com trabalho. O time soube aceitar as críticas, corrigir e trabalhar”, disse.

“Agora, não vai ter muito tempo para trabalhar, mas é conversa, ver vídeo para avaliar e sair dessa situação. Mostramos no primeiro tempo (contra o América-MG, quando foi superior) que somos um time competitivo. Precisamos prorrogar os 45 minutos por 90. Esse mesmo nível de concentração tem quer até o fim”, acrescentou o treinador, que acumula duas derrotas desde que retornou ao Rubro-negro.
Na sequência negativa de 2015, o Sport somou quatro derrotas e seis empates da 15ª a 24ª rodada. Pouco depois, o time se recuperou e, já sob o comando de Falcão, fez a melhor campanha terminando na sexta posição. Agora, o Leão entrou na fila na 12ª rodada e permanece, pelo menos, até a 20ª, quando perdeu para o América-MG por 2 a 0, na última quarta-feira. No aproveitamento, o cenário é ainda pior do que antes. Afinal, são oito derrotas e apenas dois empates.
Com essa fase crítica, caso não vença o duelo contra o Botafogo, será a pior sequência do Leão na Série A com formato de pontos corridos. Em oito participações, a equipe ficou apenas uma vez com 11 jogos sem vencer. Foi em 2012, ano que o clube acabou rebaixado. Na ocasião, contudo, foram sete derrotas e quatro empates, da 10ª a 20ª rodada. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *