Tiago Cardoso fala sobre a fama de “carrasco” do Sport

ADAURY VELOSO;

Demoraram dez partidas oficiais para que o goleiro Tiago Cardoso voltasse a sorrir, satisfeito com uma atuação sua no Náutico. Após três falhas no começo da temporada e o crescimento da desconfiança em torno da sua contratação, Tiago precisava de uma atuação que lhe desse mais confiança. O camisa timbu 1 já tinha saído de campo sem sofrer gols contra o Belo Jardim e o Campinense, mas foi contra o Sport, na quarta-feira, que teve seu melhor momento no novo clube. Defendeu um pênalti no fim da partida e garantiu o empate em 1 a 1.  Questionado nesta sexta-feira porque em partidas com o Sport ele se dá bem, Cardoso riu e apenas disse que acontece. “Não tenho nada contra o Sport e nem contra nenhum atleta do Sport. É um momento que Deus reserva para a gente contra o Sport. Não tenho preparação especial. Apenas entro focado e as coisas têm acontecido. O importante mesmo é a equipe crescer para nos dar tranquilidade e confiança”, afirmou.

Tiago não esqueceu que o começo do ano foi ruim, mas acredita que a má-fase não está restrita a ele, somente. Segundo o goleiro, dentro do vestiário existe um forte sentimento de que a equipe deveria melhorar. E isso vem acontecendo. “O começo do ano não foi bom para ninguém. Todo mundo está no mesmo barco. Infelizmente, não conseguimos as vitórias. Não estávamos colocando o que o professor estava pedindo na época”, analisou o goleiro.

Para ele, inclusive, esse início ruim é algo comum. “Se a gente conseguisse decifrar na época tínhamos resolvido. Vários times têm sofrido com isso. O Internacional, por exemplo, demorou vários jogos para vencer. Tem adversário para atrapalhar. Um treinador me dizia que para construir um edifício era difícil, mas para derrubar era muito fácil. O trabalho e a conversa estão fazendo a diferença.”

Além da evolução tática observada contra o Sport, Tiago Cardoso apontou outro fator que prova a evolução positiva do time alvirrubro. A melhora na busca pelo gol adversário. “Estamos dando a volta por cima e estamos evoluindo. Finalizamos mais contra o Sport e temos que fazer o goleiro adversário trabalhar.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *