Treinador demonstra vontade de permanecer no Náutico;

ADAURY VELOSO ;

NÁUTICO

Treinador demonstra vontade de permanecer no Náutico e diz querer primeiramente o acesso

Márcio Goiano comandou arrancada timbu na Série C, de lanterna para líder;

11 jogos, oito vitórias, dois empates e somente uma derrota. 78,7% de aproveitamento. Estes são os números de Márcio Goiano à frente do Náutico. O técnico assumiu a equipe quando o Timbu amargava a lanterna da Série C e vinha de derrota para a Juazeirense fora de casa. Daí em diante, o time engatou uma sequência de bons jogos e está invicto há nove. Classificado para o mata-mata e hoje líder do Grupo A, é natural que haja interesses de outras equipes pelo treinador, que tratou de mostrar que seu pensamento é apenas no Alvirrubro.

Quando a gente sentou aqui pela primeira vez na coletiva, se falava do momento em que a equipe estava naquele dia. O Náutico foi uma grande oportunidade. Conheço em a estrutura a condição de trabalho, a força da torcida, a própria diretoria, e os resultados aconteceram em função do trabalho. Mas acabam tendo alguns contatos, interesses, mas eu em momento algum me interessei”, contou Márcio Goiano.
Além do interesse de outras equipes, a diretoria alvirrubra já começou a articular uma renovação contratual do treinador. Ao chegar e mudar por completo o panorama timbu na competição, o técnico se mostra satisfeito com o que tem sido feito e também fala em renovação. Porém, quer primeiramente alcançar as metas propostas para a equipe na Série C.
“Sempre falei pras pessoas que entraram em contato, que eu não tinha interesse nenhum e hoje a gente já tem uma conversa com a própria diretoria sobre uma manutenção, de ficar para o ano seguinte. Mas o que tenho passado para a diretoria, é que é muito importante o primeiro objetivo, que seria a classificação e subir para a Série B”, concluiu. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *