TREINADORES DE RUMOS DIFERENTES

O Futebol é bom porque acontecem fatos que nunca se espera.Vejam por exemplo Dado Cavalcante,Daniel Paulista e Adriano. O primeiro muito jovem iniciou sua participação no Santa Cruz onde fez bom trabalho. Mas existem sempre aquilo que dirigentes não aceitam  que é o imediatismo E Dado foi para o futebol de outros estados. Quem diria; hoje Dado,menos jovem vem trabalhar no rival Náutico. E com a responsabilidade de formar um novo time e o clube  sem dinheiro. Talvez se tivesse,traria um técnico do Sul.

Partimos para Daniel  Paulista, que sempre o admirei como jogador e homem. Era jogador do Náutico e foi parar no  Sport onde conquistou títulos. Foi  negociado ao futebol belga,mas como lá tinha muito canário do império, Daniel passou uma temporada .Depois andou pelo ABC onde chegamos a bater um papo. De repente surge Daniel na Ilha.Desta feita como assistente técnico. Sairam famosos como Eduardo Baptista, Falcão, ex-rei de Roma e outro famoso Osvaldo Oliveira. Colocaram Daniel Paulista como técnico e ele pode no seu primeiro ano de treinador, manter o clube da Ilha  na divisão de elite do Brasileiro isso é importante no Curriculum de um treinador,especialmente que está inciando a carreira.Que tenha sorte.

O último que me refiro é Adriano. Veio do futebol cerense para ser zagueiro titular do Sport e conquistar títulos. Uma passagem brilhante e grande pessoa humana. E aos poucos no anonimato foi parar no Santa Cruz Trabalhava como auxiliar técnico e mandaram buscar Doriva. Quando Adriano pegou a barca, já estava para lá de furada. O time perdendo, salários nem se falava e a situação do Santa Cruz caótica. Teve que se virar com que tinha. Claro que não tem culpa da descida para a segunda divisão. Resumindo; No futebol acontecem fatos inesperados; Quem diria que Dado que um dia era técnico do Santa Cruz e hoje foi parar no  Náutico. Que Daniel Paulista era atleta do Náutico,  foi para o Leão  e um dia seria colocado como treinador.Só quem não muda mesmo é o íbis; OZIR RAMOS é dono e perpétuo como técnico. Joga quem ele quer.e faz lembrar o saudoso Alcides Teixeira quando era o dono do Vovozinhas de Santo Amaro. Era presidente e técnico.Quando colocava treinador, não podia ser barrado e se acontecesse um penalti para seu clube, claro o cobrador seria ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *