Vice do Náutico elogia prata da casa mas revela busca;

ADAURY VELOSO =

Matheus Aurélio e Luiz Carlos não devem ficar para o próximo ano; já o jovem Renan, com empréstimos recentes para o América-PE e Decisão, foi elogiado; Intacto na meta alvirrubra, Jefferson pode ter até dois novos companheiros de posição no Náutico para 2020. Questionado sobre se o Timbu procurou os goleiros Luis Carlos e Matheus Aurélio para renovação, ambos reservas em 2019, o vice-presidente do clube, Diógenes Braga, citou o prata da casa Renan e afirmou que o clube está no mercado em busca de jogadores para a posição – o que sugere fim do ciclo para a dupla que conquistou o acesso. Matheus, aliás, esteve jogando neste mês a Copa Paulista pelo Mirassol.

Temos o Renan que foi muito bem no América-PE e deve compor. Mas devemos buscar um ou dois goleiros. A ideia da gente, teremos uma temporada bem dura e uma quantidade grande de jogos. Vamos precisar rodar o elenco. Não dá para jogar em nenhuma posição com o mesmo jogador o tempo inteiro. Vai ter um momento que um jogador estará fadigado e vai precisar descansar. E fora isso precisamos observar também. Então devemos buscar um ou dois goleiros”, revelou o dirigente.
Esta, aliás, não é a primeira vez que o dirigente elogia Renan. A outra vez havia sido em junho, após o prata da casa retornar de empréstimo ao Mequinha depois da campanha na Série D, quando o Timbu emprestou atletas formados na base para ganhar experiência disputando o nacional. Recentemente, esteve presente na campanha do Decisão, que sagrou-se campeão da Série A2.

A temporada de 2019 foi a segunda de Luis Carlos no Náutico. Neste ano, o goleiro atuou três vezes e recebeu críticas da torcida na derrota por 2 a 1 para o Central, em Caruaru – no total, são cinco jogos defendendo o gol alvirrubro. Já Matheus Aurélio foi anunciado em julho, com a Série C já em andamento, mas não teve oportunidades.

Com contrato até o fim de 2020, Jefferson é uma das referências e lideranças do elenco, além de formado no clube e identificado com a torcida – sobretudo após as defesas de pênaltis na campanha da Terceirona neste ano. Por isso, Diógenes projeta a permanência do goleiro por ‘muito tempo’, mas admite que isso não está em pauta atualmente.
“Hoje ainda não (negociamos) porque temos outros assuntos para focar, mas sem dúvidas alguma Jefferson é um atleta identificado com o clube, absolutamente decisivo, um atleta muito bem aceito pela torcida e, na minha opinião, um dos melhores goleiros no fundamento pênalti do Brasil. Então a gente não pensa em nada em relação a Jefferson que não seja continuar no Náutico por muito tempo”, concluiu.

(Foto: Léo Lemos/CNC)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *