Vice presidente do Náutico garante permanência de Ortigoza;

ADAURY VELOSO ;

NÁUTICO

Vice presidente garante permanência de Ortigoza e nega cláusula de liberação

Segundo Diógenes Braga, nenhum clube procurou a direção do Timbu para contratar o paraguaio, que possui multa rescisória no contrato ;

Campeão pernambucano, o elenco do Náutico deve sofrer poucas mudanças para tentar o retorno à Série B do Campeonato Brasileiro, principal objetivo do clube na temporada. Pelo menos é o que garantiu o vice-presidente do clube, Diógenes Braga. Segundo o dirigente, além das chegadas do atacante Lelê e do lateral-esquerdo Thiago Costa, o clube pensa em fazer de uma ou duas contratações apenas. Com relação à saídas, o cartola confirmou que elas também serão pontuais. E garantiu a manutenção do atacante Ortigoza, principal nome do Timbu na temporada.

Segundo Diógenes, por enquanto não chegou ao Náutico nenhuma proposta oficial pelo paraguaio. O dirigente também assegurou que no contrato de Ortigoza com o Timbu não existe nenhuma cláusula de liberação para clubes de divisões acima ou mesmo para clubes estrangeiros. “Não existe cláusula de liberação no contrato de Ortigoza, bem como de nenhum outro jogador do Náutico. Por enquanto, o que existe são só especulações. Ortigoza só sai do Náutico se o clube for procurado. E por enquanto não fomos procurados por ninguém. Há uma multa no contrato que eu considero alta”, pontuou.

O dirigente também ressaltou a identificação do avançado com o Náutico. Na temporada, em 10 partidas, o atacante marcou seis gols. “Ortigoza está feliz no Náutico. Ele tem sido muito profissional conosco e o clube com ele. O jogador voltou a ser valorizado, a ser ídolo de uma torcida e está muito feliz com isso”, completou.
Sobre a montagem do elenco para a Série C, Diógenes Braga, além de confirmar as contratações de Lelé e Thiago Costa, enfatizou que a intenção é mexer o mínimo possível no grupo campeão estadual. “Não é só pela questão do título, mas esse elenco tem muita alma e um nível de entrega e comprometimento com o clube muito grande. E essa é a cara da competição (Série C). A união desse grupo é o nosso 12º jogador. Nossa ideia é mexer muito pouco”, destacou.
“As contratações serão muito pontuais. Se vierem, serão uma ou duas. A Série C é uma competição onde se joga pouco. Não precisamos de um elenco tão grande. Com relação as saídas elas vão acontecer, mas de forma natural. Os jogadores que por ventura forem deixar o clube sairão de forma muito adequada, já encaixados em outros clubes. Porém como ainda temos uma sequencia pesada vamos precisar ter elenco”, explicou.
Nos próximos 12 dias, o Náutico enfrenta a Ponte Preta, fora de casa, quarta-feira, estreia na Série C, domingo, no clássico contra o Santa Cruz, na Arena de Pernambuco, recebe a Ponte no dia 18 pela volta da Copa do Brasil e visita o Botafogo-PB, no dia 22, pela segunda rodada do Brasileiro.

Salários

O vice-presidente também revelou que o Náutico segue com todos os salários em dia na atual temporada. A única premiação em aberta foi é a do título estadual, conquistado neste domingo, e que segundo o dirigente deve ser quitado nos próximos dias.
“Estamos trabalhando para que as questões financeiras não sejam notícias no Náutico este ano. Tudo o que está sendo acordado com os jogadores está sendo pago”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *