Vitor minimiza fim da invencibilidade do Santa Cruz:

ADAURY VELOSO;

Vitor lamentou, mas não quis repercutir muito a primeira derrota do Santa Cruz em 2017. Ao perder do Salgueiro por 2 a 1 nesta quinta-feira, no Arruda, o lateral direito minimizou o fim da invencibilidade do Tricolor. Depois do técnico Vinícius Eutrópio ter sinalizado um time reserva para o duelo de domingo com o mesmo Carcará em caso de vitória nesta noite, o veterano também garantiu não se importar em ter agora que viajar para jogar no Sertão. Lastimou apenas o fato de o Tricolor ter ficado distante do topo da tabela do Campeonato Pernambucano.   Nada demais. Somos empregados do clube e queremos estar sempre jogando. Claro que a gente queria ter vencido. Não pela chance (do treinador) segurar alguns jogadores, mas pela necessidade da vitória. Vamos viajar, procurar fazer um grande jogo lá. Do mesmo jeito que venceram aqui no Arruda, vamos tentar vencer lá”, afirmou Vitor, autor da jogada que culminou no único gol do Tricolor na partida.

Vitor ainda procurou não se ater muito ao fim da invencibilidade no ano. Assegura que a equipe tem condições de retomar seus melhores momentos. “Não podemos baixar a cabeça. Sabíamos que uma hora a gente ia perder. Temos que buscar forças em nós mesmos. Sabemos que o nosso elenco é forte e não vai ser uma derrota que vai nos abalar”, garantiu.

Ainda segundo o lateral, o Santa Cruz poderia ter tido melhor sorte no jogo desta noite. No entanto, acredita que o gol tricolor, marcado aos 39 minutos do segundo tempo, veio tardiamente. “É difícil explicar. Praticamente em dois contra-ataques, eles fizeram os gols. No segundo tempo, ficaram atrás da linha da bola e ficou difícil para a gente. A gente fez um gol tarde e ficou difícil uma reação.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *