Com idolatria a Suárez, Uruguai volta ao Recife e esquenta clima para jogo contra o Brasil.

CeSEOKvW4AALSlC Torcedores compareceram em frente ao hotel da delegação e exaltaram atacante

Com barulhentos torcedores, o Uruguai chegou, na noite desta quarta-feira, ao Recife, onde enfrenta o Brasil pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Munidos de instrumentos musicais e com cantos exaltando a Celeste, a torcida vibrou ainda com o atacante Suárez. Eram faixas e fotos dedicadas ao astro do Barcelona. Ele volta a defender seu país depois da punição de nove jogos imposta pela Fifa. O jogador estava ausente, portanto, desde que foi flagrado mordendo o zagueiro italiano Chiellini ainda na Copa do Mundo de 2014.
Em retribuição aos gritos, Suárez fez gestos discretos aos torcedores que tiveram de correr de uma entrada para outra de hotel de última hora em uma tentativa da organização de driblar o assédio. Os outros jogadores também passaram muito rápido em direção ao local da concentração, que recebeu grades de isolamento e foi vigiado de perto pela polícia militilar e guardas de trânsito. O ônibus com o grupo chegou ao local por volta das 20h45.
Um entre os cerca de 100 torcedores presentes em frente ao hotel Courtyard By Marriot, em Boa Viagem, na Zona Sul, o estudante Jorge Cornelli, de 25 anos, veio ao Recife acompanhado dos pais especialmente para assistir à partida. Natural de Montevidéu, ele torce para o Nacional e seguiu a carreira de Suárez desde o começo.
“Sabemos que temos muitos desfalques. Nossa defesa titular não está. Mas confiamos no trabalho do nosso técnico Oscar Tabárez. Desde que chegou, a nossa seleção consegue fazer bons resultados”, disse, arriscando algumas palavras em português e apostando no placar de 2 a 1 para a Celeste.
O Uruguai volta ao Recife dois anos e nove meses depois de passar momentos ruins na capital pernambucana. Na ocasião, o grupo que já era comandado por Tabárez veio disputar um jogo da Copa das Confederações diante da Espanha. Além de ter perdido por 2 a 1, sofreu com trânsito, chuva e dificuldade para chegar no Centro de Treinamento do Sport, onde se preparou para o confronto.
Com a experiência, a Associação Uruguaia de Futebol decidiu mudar a logística de 2013. Nesta quinta-feira à tarde, a equipe treina na Ilha do Retiro, estádio do Sport, local mais próximo da concentração. Em seguida, faz o reconhecimento do gramado da Arena Pernambuco – onde joga com o Brasil, às 21h45 desta sexta-feira.
Essa será a terceira partida da Celeste no estádio. Além do confronto com a Espanha, já enfrentou o Taiti pela mesma Copa das Confederações e venceu o jogo por 8 a 0.
Desfalques
O Uruguai entra na partida diante do Brasil com desfalques na defesa. O mais sentido é o zagueiro Godín, do Atlético de Madrid e autor de três gols nestas Eliminatórias. O atleta sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda e não foi chamado pelo técnico Oscar Tabárez. Outra ausência é a do também defensor Emiliano Velázquez, do Getafe, com outra lesão muscular na coxa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *