NÁUTICO: opiniões sobre terminar em primeiro no hexagonal;

Jogadores do Náutico divergem nas opiniões sobre terminar em primeiro no hexagonal;    Quatro pontos garantem a primeira posição ao Náutico nesta fase do PE2016, restando dois jogos. Central, em casa; Salgueiro, fora. O time nunca escondeu que a meta era, sim, terminar a primeira fase na primeira colocação. Nada mudou nesse sentido. Ou quase nada. Para alguns atletas do elenco, a vantagem que o líder leva para as fases de mata-mata não é tão grande assim.

Exemplo do zagueiro Ronaldo Alves. O jogador, que já viveu de tudo um pouco no Náutico, não enxerga com tanta positividade o fato de ser o primeiro colocado antes das finais. Para ele, as vantagens poderiam ser maiores. “Não vejo muita vantagem. A única é de jogar o segundo jogo em casa. Nossa meta desde o começo era classificar em primeiro. Ainda temos dois jogos difíceis e estamos bem treinados para irmos bem contra qualquer adversário também na semifinal”, comentou o defensor.

O atacante Daniel Morais enxerga a situação sob outra ótica. Acredita que o fato de terminar em primeiro faz os adversários enxergarem o Timbu de outra forma. “Acho que você estar em primeiro, ser referência, é muito importante. Temos o costume de olhar quem está em primeiro. Vamos em busca desse primeiro lugar”, afirmou. Vale lembrar que o primeiro colocado enfrenta o quarto, na semifinal. Posição que será disputada por Santa Cruz e América na última rodada.Ceoz1JNWQAEwxN8

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *